You are currently viewing Uso de Rhu-GM-CSF na tuberculose pulmonar
rhugm csf

Uso de Rhu-GM-CSF na tuberculose pulmonar

Abstrato

As infecções secundárias relacionadas à neutropenia e defeitos funcionais dos fagócitos são consequências comuns em pacientes tratados de câncer. Os fatores estimuladores de colônias hematopoéticas (LCR) foram introduzidos na prática clínica como medidas de suporte adicionais que podem reduzir a incidência de complicações infecciosas em pacientes com câncer e neutropenia.

O objetivo deste estudo foi determinar o papel do granuólito / macrófago (GM) -CSF e granulócito (G) -CSF no aumento da função de neutrófilos humanos in vivo. Um ensaio de quimioluminescência dependente de luminol foi desenvolvido para avaliar se o reparo na neutropenia acompanha a capacidade de funcionamento dos neutrófilos. Uma dose de 5 microg G-CSF kg (-1) dia (-1) [recombinante humano (rHu) G-CSF; filgrastim] ou 250 mcg de GM-CSF m (-2) dia (-1) (rHu GM-CSF; molgramostim) foi administrado por via subcutânea uma vez ao dia a 12 pacientes com câncer metastático sendo tratados com diferentes regimes citotóxicos. Todas as injeções de LCR foram administradas após o início da neutropenia e continuadas até a ocorrência de uma recuperação absoluta dos neutrófilos. rHu GM-CSF e rHu G-CSF, administrados uma vez por dia no nível de 250 mcg m (-2) dia (-1) e 5 mícron kg (-1) dia (-1),

human-gm-csf-protein
human-gm-csf-protein

Materiais e métodos

População do estudo.  Os pacientes foram incluídos se (1) apresentassem quadro clínico e radiológico compatível com TB pulmonar ativa e apresentassem baciloscopia fortemente positiva (mais 3), de acordo com o método do bacilo ácido-resistente (BAAR) em duas baciloscopias consecutivas; (2) tinham entre 18 e 50 anos; (3) não tinha história de tratamento prévio para TB; e (4) tinha contagens de leucócitos abaixo de 25.000 / mm 3 na entrada. Os pacientes eram excluídos se (1) apresentassem quaisquer doenças graves concomitantes, como disfunção pulmonar grave, doenças renais, cardíacas, hematológicas ou hepáticas; (2) tinha lesões dermatológicas graves acima do grau 3 no sistema de pontuação da OMS; (3) estavam grávidas ou amamentando; (4) tinha história de abuso de álcool, tinha diabetes mellitus, transtornos mentais, era HIV ou HTLV-I / II positivo; (5) estavam recebendo tratamentos imunossupressores; ou (6) não pôde fornecer consentimento informado ou ser seguido após o período de hospitalização. A administração de medicamentos anteriores ou concomitantes, como medicamentos antimicobacterianos, além dos inicialmente programados, não foi permitida durante o período do estudo.

Todos os pacientes deram consentimento informado por escrito antes de entrar no estudo.

Randomização e tratamento do estudo.  Após o diagnóstico de tuberculose, os pacientes que atenderam a todos os critérios de admissão foram internados, pelo menos nas duas primeiras semanas, para permitir melhor avaliação clínica da tolerabilidade. Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente para tomar um ou outro de rhu-GM-CSF 125 ng / H 2/ dose) por via subcutânea duas vezes por semana durante quatro semanas, ou um placebo, ambos fornecidos pela Immunex Corporation. Nem o médico nem o paciente sabiam qual medicamento estavam tomando. Além do tratamento de desafio, todos os pacientes com peso superior a 45 kg foram programados para receber Rifampicina (600mg / dia) + Isoniazida (400mg / dia) por seis meses e Pirazinamida (2000mg / dia) nos primeiros dois meses. Pacientes com menos de 45 kg foram programados para receber 450mg / dia de rifampicina + 300mg / dia de isoniazida por seis meses e 1500mg / dia de pirazinamida nos primeiros dois meses.

Fatores estimuladores de colônia (CSFs) são glicoproteínas secretadas que se ligam a proteínas receptoras nas superfícies das células-tronco hemopoiéticas, ativando assim as vias de sinalização intracelular que podem fazer com que as células proliferem e se diferenciem em um tipo específico de glóbulo (geralmente glóbulos brancos) .

Características e especificações:

  • Embalagem personalizada e tamanhos disponíveis
  • Configuração de seringa de uso único
  • Formato liofilizado ou líquido
  • Grau farmacêutico
  • Preenchido estéril
  • Ensaios de atividade biológica personalizados disponíveis

 

rHu G-CSF

AK8270-0010 10µg Ask for price

rHu G-CSF

AK8270-0100 100µg Ask for price

rHu G-CSF

AK8270-1000 1mg Ask for price

rHu GM-SCF (cGMP)

AK8341-0200 200ug Ask for price

GM-CSF/CSF2

E21-C79 10ug
EUR 411.6

Recombinant Human Granulocyte Macrophage Colony Stimlating Factor (rHu GM-CSF)

70203 20ul
EUR 235
Description: Fully biologically active when compared to standard. The ED50 as determined by a cell proliferation assay using human TF-1 cells is less than 0.1 ng/ml, corresponding to a specific activity of > 1.0 × 107 IU/mg.

rHu G-CSF (cGMP)

AK8248-0330 330ug Ask for price

Recombinant Human Granulocyte Macrophage-Colony Stimulating Factor (rHu GM-CSF)

AK8341-0150 150ug
EUR 2220

GM - CSF Rat

PR27071 2 ug
EUR 177.6

GM - CSF Sf9

PR27072 2 ug
EUR 177.6

GM CSF, Sf9

cyt-416 2µg
EUR 60
Description: Recombinant Human Granulocyte Macrophage-Colony Stimulating Factor, Sf9

GM CSF, His

cyt-477 5µg
EUR 60
Description: Recombinant Human Granulocyte Macrophage-Colony Stimulating Factor, His Tag

GM - CSF Human

PR27068 2 ug
EUR 229.2

GM - CSF Mouse

PR27074 2 ug
EUR 229.2

GM - CSF Human Pichia

PR27070 2 ug
EUR 177.6

GM CSF Recombinant Protein

96-356 0.02 mg
EUR 500.1
Description: Granulocyte-macrophage colony-stimulating factor (GM-CSF) is also known as Colony stimulating factor 2 (granulocyte-macrophage), is a cytokine initially characterized by its ability to induce colonies of granulocytes and macrophages from myeloid progenitor cells, and is secreted by macrophages, T cells, mast cells, endothelial cells and fibroblasts. GM-CSF is a cytokine that functions as a white blood cell growth factor. GM-CSF stimulates stem cells to produce granulocytes (neutrophils, eosinophils, and basophils) and monocytes. Monocytes exitthe circulation and migrate into tissue, whereupon they mature into macrophages and dendritic cells. Thus, it is part of the immune/inflammatory cascade, by which activation of a small number of macrophages can rapidly lead to an increase in their numbers, a process crucial for fighting infection. The active form of the protein is found extracellularly as a homodimer. Human GM-CSF glycosylated in its mature form. As a part of the immune/inflammatory cascade, GM-CSF promotes Th1 biased immune response, angiogenesis, allergic inflammation, and the development of autoimmunity, and thus worthy of consideration for therapeutic target. GM-CSF has also recently been evaluated in clinical trials for its potential as a vaccine adjuvant in HIV-infected patients. The preliminary results have been promising. GM-CSF is also used as a medication to stimulate the production of white blood cells following chemotherapy.

GM-CSF

E21-003 10ug
EUR 411.6

GM-CSF

E21-J46 10ug
EUR 411.6

Leave a Reply